7 pontos rápidos para não errar na compra do seu sofá!

 em Meu sofá

Comprar ou trocar de sofá é uma aventura, afinal são tantos lugares pra visitar, cores e estilos para definir, todas essas informações são capazes de nos enlouquecer e sem o direcionamento correto podemos até nos frustrar. O ideal ao adentrar a loja é não ter pressa, fazer essa escolha com cautela para não se deixar enganar.

Sempre que pensar em trocar de sofá, procure antes de mais nada por especialistas que consigam te tranquilizar, te conduzindo sempre à melhor escolha de acordo com sua real necessidade. Como especialistas falamos com conhecimento de causa e podemos te ajudar principalmente em quais os erros que não se deve cometer na hora da compra.

1- PROPORÇÃO

Um dos mais graves e  principais erros é quando optamos por um estofado grande ou pequeno demais para área que nós temos, as duas possibilidades são péssimas, pois o grande será um incomodo gerando esbarrões e hematomas, e o que seria sinônimo de comodidade e conforto vai virar um pesadelo pela falta do espaço tão almejado. No caso do estofado pequeno demais faltará assento para os moradores da casa e mesmo que more só, será um dilema na hora de recepcionar as visitas , fora que a proporção com os demais mobiliários do cômodo vão ficar inadequada, o ideal é manter uma harmonia na composição para que o ambiente fique agradavelmente aconchegante.

2- COR

A cor é um dilema muitas das vezes, ao ponto de ser um impasse para um casal na hora da escolha, na dúvida opte por tons neutros que não cansam facilmente e combinam com qualquer outro tom que vai ter a medida certa podendo ser explorado facilmente em objetos de adorno. Agora caso tenha uma cor definida como predileção deixe que ela predomine no estofado e sofra uma explosão em pequenos detalhes como vasos, ou quadros. Acredite  isso trará harmonia e um conforto visual sensacional.

ATENÇÃO:  Caso prefira cores pigmentadas ao invés de tons neutros opte por uma cor que você realmente goste, nunca escolha um sofá baseado apenas nas tendências, pois você ficará condicionado a isso, afinal, sofá não é uma peça que trocamos anualmente, principalmente produtos de qualidade e com conforto que queremos manter por alguns anos.

3- TECIDO

Optar pelo tecido errado, pode custar mais caro do que se imagina, a dica é optar por tecidos macios. E já que a onda do momento é assistir series nada mais incomodo que que um tecido áspero ou pinicante, entre os queridinhos estão o veludo e o suede com toda sua variedade de textura e mesmo com esse aspecto visual texturizado é extremamente confortável com total maciez ao toque. Fora isso se a intenção é um ambiente mais sério temos o couro ou até mesmo o linho para espaços mais  sociais como sala de estar ou recepções.

Tratamentos impermeabilizantes  tem uma serie  de agravantes a se ater, pois eles além de ser  altamente inflamáveis , fragiliza o tecido, tem alto custo e pouca duração, e podem trazer problemas graves de saúde, para você e sua família. Então fuja da impermeabilização no seu sofá, pois o prático pode ser mais complexo do que se pensa.

4- ESTILO

Seu novo sofá pode até  ser uma peça que contraste  por cor com os demais móveis, mas que se alinhe e com o estilo dos demais mobiliários. Obviamente podemos e devemos misturar estilos de decoração, mas com o sempre alertamos com toda cautela,  a habilidade de misturar estilos com maestria é uma coisa muito profissional, busque alguém pra te assessorar caso se faça necessário, assim você evita comprar e depois se arrepender do resultado final, por ficar totalmente desalinhado fora do esperado.

5- MODELO

O modelo do sofá é um aspecto interessante, já que existem linhas básicas como Tradicional e Reta ou mais elaboradas, como modelos de linha Colonial, Cama, Canto, Baú além dos Retrateis e Retrateis  Articulados em todas essas linhas existem estofados mais robustos e encorpados ou os mais sequinhos e delicados, ambos com tamanhos e níveis de conforto que se adequam ao seu biótipo, por isso é muito importante atentar-se a sua estatura antes de fechar negócio, Se você é muito alto verifique a profundidade do assento para  poder sentar-se com conforto. Se tem baixa estatura, ou tem problemas nas articulações, procure um de menor profundidade que lhe permite levantar sem maiores esforços, no caso de  casais com estatura diferente os modelos retrateis são perfeitos para resolver esse dilema.

6- CONFORTO

Quando falamos de sofá não existe o termo sofá duro ou sofá mole, a colocação correta é sofá mais firme ou sofá mais macio, respeitando sempre a individualidade de cada um, alguns preferem sofás mais firmes por acreditar que sofá é pra sentar e não para deitar, outros preferem sofás macios para deitar, ler um livro, ficar horas em frente a TV ou dormir, então quando falamos de conforto, devemos respeitar a nossa individualidade e predileção.

7- QUALIDADE

Quando escolhemos um sofá é essencial observarmos a qualidade estrutural do produto, afinal nem tudo é só beleza  e quando compramos um sofá de boa qualidade, fazemos um bom investimentos economizando dinheiro a longo prazo, com isso  evitamos dores de cabeça com,  manutenção, reforma ou até uma troca inesperada. Por isso fique sempre atento ao madeiramento desse produto e fuja de tratamentos mirabolantes e falsas promessas de garantia a perder de vista. Por fim veja se o produto é ideal ao seu biótipo, com relação a conforto e resistência, Assim você não corre o risco de levas gato por lebre.

Postagens Recomendadas

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar